John Cruz, que produz guitarras customizadas da Fender, virá ao Rock In Rio participar de mostra

Matéria apresentada pela revista Época por Bruno Astuto.

Nem só de astros de rock vive o Rock in Rio. Para se ter sucesso num mundo disputado é preciso de um detalhe fundamental: instrumentos. John Cruz é um dos 'master builders' do conceituado Custom Shop da marca Fender, uma das maiores e mais importantes fabricantes de guitarras, amplificadores e contrabaixos do mundo. Durante o RIR, nos dois próximos fins de semana, ele participará de uma exposição de instrumentos emblemáticos da história do rock, no espaço da operadora de TV por assinatura Sky, na Cidade do Rock.


Cruz já construiu para grandes astros do rock mundial como Richie Sambora (Bon Jovi), Bono (U2), Duff McKagan (Guns N' Roses), Brad Whitford (Aerosmith), Ike Turner, Mick Mars (Mötley Crüe, uma das principais atrações do festival este ano), John Mayer, Jeff Beck, Carlos Santana, além de uma réplica totalmente especial da Number One de Steve Ray Vaughan.

Guitarra de A a Z



Artistas brasileiros vão ganhar um instrumento exclusivo, edição limitada, das mãos de John. Os sortudos? Frejat, Dado Villa-Lobos, Jota Quest, Digão - guitarrista do Raimundos - e Clemente, da Plebe Rude. Os sertanejos não ficaram de fora - Luan Santana, Mateus (Jorge & Mateus) e Fernando (& Sorocaba) também vão ganhar uma guitarra para chamar de sua.

Confira o papo que a coluna bateu com John: 


Como começou seu interesse por guitarras?

Meu pai foi pintor automotivo por muitos anos e, quando eu comprei minha primeira guitarra guardando dinheiro das minhas vendas de entrega de jornal, era uma cópia Hondo 2 STRAT e eu caí de amores, mas não fiquei muito feliz com a cor, então perguntei ao meu pai se ele poderia pintá-la para mim e foi o que ele fez. Eu queria algo louco e legal e escolhi uma cor roxa brilhosa. Mas eu tive que desmontar o instrumento para pintar e depois não sabia recolocar as peças no lugar. Meu pai disse para montá-la porque isso o daria muito orgulho. Desde então me tornei obcecado por guitarras.


Como você se tornou um Master Builder?

Foi um longo caminho. Basicamente comecei do processo de fabricação e aprendi tudo o que poderia com tentativas e erros. No começo treinava com as minhas próprias guitarras  e destruí muitas no processo. Mas tinha que me preparar para o que se tornou a carreira dos meus sonhos. Portanto, meu conselho é aprender tudo que puder, ser apaixonado, confiante e nunca ter medo de arriscar.


Existe um instrumento favorito?

Todas as guitarras que construí são minhas favoritas. Espero que meus clientes sintam o mesmo quando abrem a case pela primeira vez. Para mim, pessoalmente, o início da década de 60, as Fender Stratocaster são minhas favoritas. Amo as cores vintage e quando os clientes me pedem assim. Como também sou guitarrista, sinto que entendo o amor da maioria dos meus clientes.


Quem são seus cantores/guitarristas favoritos?

Cresci em uma casa com três irmãos mais velhos e era viciado em desenhos animados e em ouvir rádio, enquanto meus irmãos ficavam trancados ouvindo Led Zeppelin, Deep Purple, The Rolling Stones e coisas assim. Eu ficava assustado com aquele som e ficava mais atraído em ouvir guitarristas europeus como Blackmore, Michael Schenker e Thin Lizzy. Caras como Jimi Hendrix e Frank Zappa me assustavam porque pensava que eles usavam drogas pesadas e sempre quem os ouvia tinha o quarto cheirando esquisito. Me tornei fã desses caras mais tarde, assim como o som metal de Van Halen, George Lynch, Jake E Lee, Ronnie Le Tekro. Mas fiquei enlouquecido quando conheci Gary Moore (conceituado guitarrista de blues e hard rock que morreu em 2011). Nada mais importava. Ele ainda é o meu guitarrista favorito de todos os tempos.


Você colaborou com uma série de artistas famosos. Como foi trabalhar com eles?

É incrível construir para grandes estrelas. Alguns são muito exigentes e outros me deixam fazer o que eu acho que eles vão adorar. E se eles apenas me deixam fazer do meu jeito, realmente faço muito melhor. Meu objetivo é fornecer as melhores ferramentas para criar a melhor música.


Quanto tempo leva para construir uma guitarra?

Essa é uma pergunta difícil de responder, porque cada guitarra exige algo diferente, quero dizer, este é o Custom Shop, então você pode imaginar que tipo de pedido chega por aqui. Nós queremos que seja a sua 'guitarra ideal', por isso leva o tempo necessário para realmente alcançarmos esse objetivo.


Qual foi o projeto mais complexo?

Há muitos que vêm à mente, mas eu realmente cito a guitarra para Stevie Ray Vaughan (ex-líder da banda Double Trouble). Esse trabalho quase me colocou a sete palmos debaixo da terra, mas foi muito divertido de fazer.


Você faz guitarras para você?

Quando consigo e tenho a chance de pagar, sim. Minha carreira é construir guitarras, mas ainda gosto de viver meu sonho rock'n'roll nos fins de semana.


Qual foi o pedido mais extravagante?

A guitarra para Yngwie Malmsteen se encaixa perfeitamente nesta questão. Foi toda cheia de detalhes, adesivos, queimaduras de cigarro e com marcas de mordida. Yngwie é um animal.


Você conhece o Brasil?

Só através de imagens na TV. Estive no mundo inteiro, mas o Rio é um dos lugares que estou mais ansioso. Espero voltar para casa com boas lembranças, novos amigos e talvez alguns pedidos de guitarra também.


O que espera do Rock in Rio?

Estou ansioso para ver todas as grandes bandas, bem como descobrir novos talentos e fazer conexões com todos eles e até ter chance de produzir alguns instrumentos. Estou ansioso para conhecer os fãs da Fender e mostrar um pouco do meu mundo.


O que pretende fazer aqui além de trabalhar?

Ir às praias, experimentar comidas e bebidas típicas. Ouço muito sobre isso.

Fonte: Revista Época

Guitarra de A a Z

O mundo da guitarra é aqui!.